Processador em chamas!

Quais os efeitos que a alta temperatura causa no processador?

Olá! Este é o primeiro artigo que escrevo para o Baixaki, e hoje vou tentar ajudá-los a sanar dúvidas sobre um tema literalmente quente! Neste artigo, vou abordar quais são as principais causas que geram o superaquecimento dos processadores e componentes de um computador, como você pode se prevenir e quais são as consequências geradas se este problema não for combatido.

Assim como todas as demais partes do seu computador, o processador esquenta durante o uso. Se este calor for excessivo, poderão ocorrer diversas manifestações de instabilidade no sistema, variando desde travamentos ocasionais em dias calorosos a casos mais graves, como a queima do componente.

O processador, por estar em uso contínuo, deve ser constantemente refrigerado, caso contrário atingirá temperaturas elevadas, podendo chegar facilmente a 100ºC. Existem vários fatores que fazem com que o processador trabalhe em temperaturas acima do normal. Veremos agora quais são eles.

Problemas e Prevenções

Quais são os fatores que fazem o processador esquentar demais.

Cooler

Exemplo de Cooler

O principal componente na refrigeração do processador é o cooler. Ele é o conjunto de um dissipador de calor acoplado de uma ventoinha (também chamada de fan). Você deve tomar cuidado se ele estiver apresentando ruídos excessivos, pois isso indica que ele não está trabalhando normalmente, e que está fazendo muito esforço.

Você deve ficar atento também se for trocar o processador. Se não vir nenhum cooler junto do novo processador (o que não aconteceem modelos Box), você deve ter certeza de que o atual da sua máquina suporta o processador novo. Caso contrário, você terá sérios problemas com o funcionamento.

Pasta Térmica

Outro item importante é a pasta térmica. É ela que transmite diretamente o calor gerado pelo processador para o dissipador de calor, que então é resfriado pela ventoinha do cooler. Geralmente os computadores já vêm com o tipo e quantidade de pasta térmica necessária para o devido resfriamento, mas existem algumas marcas e modelos que são melhores e podem ajudar a melhorar a temperatura do processador.

Se algum dia você resolver tirar o cooler e sem querer retirar a pasta térmica do dissipador de calor, EVITE ligar o computador sem a pasta térmica. Ela é essencial para o resfriamento do processador.

Organização Interna do Gabinete

A forma como os cabos estão dispostos dentro do gabinete do computador fazem muita diferença Note se há circulação de ar no interior do gabinete e se os cabos dentro dele não estão desarrumados, de modo que não permitam o ar circular.

Na imagem abaixo podemos ver um exemplo de como você NÃO deve ajeitar os cabos dentro do seu computador:

Gabinete Bagunçado

Consequências

Seu processador pode queimar de verdade.

Os resultados da alta temperatura do processador podem ser os mais diversos. O mais comum é ocorrer o travamento (freeze) do sistema operacional ou o reset (reinicialização) da máquina. Isso  também faz com que diminua da vida útil do processador.

Se o seu computador não possuir algum dispositivo de segurança contra superaquecimentos – o que hoje é comum em praticamente todas as máquinas disponíveis no mercado – seu processador poderá até mesmo queimar!

Muitas vezes, o descuido com a temperatura do processador pode fazer com que o PC fique inutilizável. Felizmente, existem algumas soluções caso você venha a ter problemas de aquecimento excessivo, como, por exemplo, melhorar a temperatura interna do gabinete, o que consequentemente facilitará a refrigeração do processador.

Dicas para evitar o aquecimento

Algumas dicas para resfriar seu gabinete.

Cooler

Instale Novos Coolers

Algo que pode ajudar a diminuir a temperatura dentro do gabinete é a instalação de coolers de exaustão.  Alguns modelos são instalados em slots lo

calizados atrás do gabinete, e outros na lateral (como é o caso do cooler da imagem ao lado). Eles servem para retirar o ar quente de dentro do computador. Esta é uma opção fácil de aplicar e que pode ser útil. Apenas fique atento se o ar expelido é realmente quente, pois se for frio significa que ele pode estar prejudicando a refrigeração do sistema.

Troque o Cooler Principal

Outra solução para diminuir a temperatura do processador é trocar o cooler. Os coolers que vêm por padrão com os processadores são suficientes, mas não chegam a ter potência de sobra. Hoje, existem vários modelos e marcas diferentes que podem melhorar bastante a refrigeração do processador. Um bom exemplo – e não tão barato – é o Water Cooler, um sistema de refrigeração que utiliza a água ao invés de ventoinhas.

Resfrie-se!

O ambiente também pode influenciar. Ou seja, se a sala em que você está é bem refrigerada, o computador  sofre menos. Você pode então instalar um ar condicionado na sala em que usa o computador para ajudar a diminuir a temperatura. Esta talvez não seja a opção mais barata.

Para saber mais informações sobre como manter seu computador em uma temperatura adequada, acesse este artigo: Mantenha a Temperatura do seu PC Sob Controle.

Aplicativos

Programas que monitoram o computador.

Existem alguns programas que monitoram a temperatura não apenas do processador, mas de todo o seu computador. Há também softwares que fazem Stress Testing (teste de esforço) para verificar como o PC se comportará em condições extremas – as quais são de grande importância para observar o funcionamento adequado.

Setup da BIOS

O mais simples de todos – e que já vem por padrão em todos os computadores – é o setup da BIOS. Para entrar nele basta pressionar DEL após ligar a máquina (em alguns PCs o botão pode ser diferente). Ele possui opções que mostram como está a temperatura do seu processador. Esta opção se localiza no menu “PC Health Status”, e informa a temperatura do processador, além da temperatura dentro do gabinete e da velocidade do cooler do processador.

O ponto mais interessante do setup é que podemos especificar uma temperatura máxima que o processador poderá atingir. Caso ele atinja essa temperatura, o setup ativa recursos de segurança, como em alguns casos em que o computador começa a emitir bips. Alguns outros modelos de placa-mãe permitem habilitar uma opção que desliga o computador se a temperatura limite for atingida.

Você deve tomar cuidado caso queira usar alguma das opções acima citadas, pois se especificar uma temperatura muito baixa, o sistema começará a apitar ou desligará sem haver necessidade.

Apesar de ser funcional, esta opção do setup não é a mais indicada, visto que ela é capaz de monitorar seu sistema apenas quando acabamos de ligá-lo, sem poder verificar como ele ficará quando a máquina fizer maiores esforços.

Everest

O Everest é um dos programas mais conhecidos quando se fala em monitoramento do sistema. Ele informa a você praticamente tudo a respeito do seu computador – além, é claro, da temperatura do seu processador. O Everest não é gratuíto, mas há um outro programa que pode ser tão funcional quanto ele: System Information for Windows.

Para mais informações sobre o Everest clique aqui.

HWMonitor

Outro programa interessante é o HWMonitor. Ele é pequeno e funcional, mas não fornece tantas informações do seu computador quanto o Everest ou o System Information for Windows fornece,m porém, ele é grátis. Para baixá-lo clique aqui.

Contudo, não basta apenas monitorar o computador enquanto estiver simplesmente navegando pela internet. Deve-se ficar atento ao funcionamento dele em momentos extremos.

CPU Burn

Existem alguns programas que simulam situações que exigem o máximo do nosso computador, e é interessante observar seu comportamento nessas situações.

Um exemplo de programa que faça isso é o CPU Burn. Ele faz seu computador esforçar-se para testar a estabilidade do sistema em momentos de stress. Para obter mais informações sobre o programa clique aqui.

Lenha da Fogueira

Afinal, qual é a Temperatura Máxima dos processadores?

Fogo!

Geralmente, a temperatura máxima está entre 60ºCe 75ºC. Em alguns casos ela chega aos 80ºC e em outros ainda até os 100ºC! Tudo vai depender da marca e do modelo do processador que seu computador possui.

Para saber qual é o modelo do seu processador, você pode usar o Everest ou o System Information for Windows. Feito isso, recomendamos que você dê uma olhada no site do fabricante do modelo. Lá, você certamente encontrará as especificações necessárias para saber se está tudo em dia com seu processador.

Enfim, é importante ficar de olho na temperatura do processador. Qualquer sinal de comportamento estranho – travamentos e reinicialização – pode estar relacionado ao superaquecimento do processador (seja do computador ou da placa de vídeo), e se você não tomar cuidado acabará desembolsando mais dinheiro do que gastaria em um cooler novo.

Espero que o artigo tenha sido útil. Obrigado pela leitura, e fique sempre atento aos novos artigos aqui do nosso blog!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: