Manutenção de PCs: Erros Típicos de Montagem

Descubra os principais erros durante a montagem de um computador e o que fazer para evitá-los

A revolução tecnológica ocorrida nos últimos anos tornou a informática acessível praticamente para qualquer pessoa. Atualmente, está muito fácil aprender sobre computadores, principalmente pelo preço reduzido das máquinas e pela existência de diversos cursos de informática muito baratos. Consequentemente, cada vez mais  pessoas estão aprendendo a montar e configurar os próprios PCs, deixando de lado o trabalho especializado.

Por outro lado, a falta de perícia na montagem de uma máquina pode levá-la ao mau funcionamento de seus componentes, ocasionando um grande prejuízo. Por esse motivo, nós desenvolvemos este tutorial, que aponta os principais erros ocorridos durante a montagem de um computador, desta maneira, prevenindo suas ocorrências durante o processso.

Computador com erros de montagem

Ao longo do texto nós disponibilizamos links para diversos artigos já escritos pela nossa equipe, os quais permitem que você possa se aprofundar mais no assunto.

1. Adquirindo os componentes certos

O requisito básico para montar um computador de maneira correta é saber exatamente quais os componentes que serão utilizados e se eles são compatíveis entre si. Por exemplo, as placas-mãe mais novas possuem slots de vídeo PCI-Express, então placas gráficas AGP não são compatíveis. O mesmo acontece com as memórias DDR3, que não são compatíveis com as placas-mãe DDR2.

Memória SDRAM

Acima, nós temos um pente de memória SDRAM e abaixo slots DDR. Repare que os encaixes são totalmente diferentes.

Slot de memória DDR

Por isso, ao comprar um novo equipamento, sempre pesquise a sua compatibilidade com os demais componentes da máquina. Se você efetuou uma compra equivocada e o vendedor for com a sua cara, ele poderá até efetuar a troca da peça por um modelo mais adequado. Caso contrário, você terá que arcar com o prejuízo.

2. Cuidados com a eletricidade estática

A eletricidade estática, como seu próprio indica, é um tipo de eletricidade que fica armazenada nos corpos em forma natural. Quem não sem lembra da experiência de atritar uma caneta no cabelo e atrair pedacinhos de papel? Esta é exatamente uma demostração da atuação da eletricidade estática. Quando uma pessoa está demasiadamente carregada, a simples ação de tocar uma peça de metal faz com que seus elétrons sobressalentes sejam transferidos. O problema é quando a peça em questão é um componente do computador ( placa mãe, placa de vídeo, memória, HD, etc), pois ele pode ser danificado seriamente por esse tipo de energia.

Portanto, antes de manusear as peças de um computador, é necessário descarregar a eletricidade estática presente em seu corpo. A primeira recomendação é que o assoalho do ambiente seja composto por algum material condutor por natureza, como um piso pintado com tinta especial. Carpetes são péssimos, pois não eliminam energia. Para garantir que você esteja descarregado eletricamente antes de tocar nas peças do PC, é possível usar uma pulseira antiestática. Um bom aterramento também é recomendado para evitar problemas dessa natureza.

Pulseira anti-estática


3. Superaquecimento de componentes

O superaquecimento é um problema muito sério, pois leva componentes da máquina a travarem constantemente, danificando-os completamente a médio prazo. Entre suas principais causas, estão a falta de uso e uso incorreto de coolers, o que faz com que as peças não sejam resfriadas corretamente. Neste problema, A CPU e o GPU (processador da placa de vídeo) são os mais afetados. Por esse motivo, seus coolers devem estar sempre limpos e fixados com a quantidade certa de pasta térmica, pois uma quantidade elevada também é prejudicial.

Gabinete superlotado

A super lotação de componentes em gabinetes de tamanho reduzido também contribui  para o superaquecimento da máquina, pois nesta situação os coolers não dão conta do resfriamento. Por este motivo, ao menor sinal de travamento de componentes como o processador, é recomendado abrir o PC e verificar o modo com que as peças estão organizadas e se as ventoinhas estão limpas. O excesso de coolers também pode fazer com que o ar não circule corretamente.

4. Adequação e fixação da placa mãe ao gabinete

Ao comprar uma placa-mãe, é necessário verificar se o gabinete é compatível ou não com o modelo. O motivo é bem simples, pois modelos diferentes simplesmente não encaixam, o que fará com que você tenha de abandonar uma das peças.  Por isso, é interessante efetuar a compra da placa-mãe e do gabinete ao mesmo tempo, perguntando ao vendedor sobre a sua compatibilidade.

A tentativa forçada de fixação entre modelos incompatíveis irá causar a invalidação de sua placa-Mãe. Por isso, não é nem um pouco recomendado efetuar gambiarras, como furar e cortar pedaços da motherboard para que ela se encaixe no gabinete. Além disso, utilize sempre chaves de boa procedência.

Problema grave na placa-mãe

Outro ponto que merece ser comentado é  a espuma anti-estática que acompanha a placa mãe. Muitos técnicos de informática costumam prendê-la entre o gabinete e a placa-mãe, o que pode causar a falta de circulação de ar, assim, superaquecendo seus componentes.

5. Fonte de Alimentação

Ao comprar a fonte de alimentação, você deve ter em mente qual será o uso do PC: Internet, escritório ou jogos. Cada um dos perfis citados exigem uma fonte distinta, principalmente pelos componentes que serão conectados à ela.

Por exemplo, em um computador destinado para o acesso à Internet, uma fonte de 400W já é suficiente, visto que peças como o processador utilizado nela provavelmente não são de última geração, o que não exige muita energia. Já para um perfil de jogos, uma fonte de alta qualidade torna-se indispensável, visto que CPUs multi-core e placas de vídeo top de linha consomem muito. Ao efetuar sua compra, é necessário verificar se a potência indicada realmente é a real, pois muitas fontes são vendidas como se fossem mais fortes do que realmente são.

Fontes de energia nunca devem ser abertas, pois representam um perigo real  para a integridade física do usuário e do computador. Por curiosidade, a imagem acima exibe uma fonte de energia aberta.  O domicílio onde o computador se faz presente deve ter aterramento, pois uma queda de energia ou a queda de um raio pode comprometer a fonte  e seus componentes de forma catastrófica. A escolha da voltagem certa também é muito importante.

6. Cuidados com o processador e a memória

O passo que exige mais atenção durante a montagem de um computador é o encaixe do processador na placa mãe, principalmente por vários perigos estarem envolvidos na tarefa. O primeiro deles, já comentado anteriormente, é a ação da eletricidade estática, a qual pode danificar muitos  microtransistores com uma simples descarga de energia.

Além disso, deve-se tomar cuidado com a fixação da CPU propriamente dita, pois os pinos conectores são frágeis, podendo danificar o encaixe caso a tentativa seja forçada. Por isso é importante verificar se o Socket do processador é o mesmo da placa mãe.

Processador e os seus pinos conectores

Na foto acima é possível observar a quantidade de pinos conectores que o Intel Celeron contém.

A instalação da memória também exige alguns cuidados. O primeiro deles se refere à escolha do modelo correto de pente, pois as placa mães que suportam só DDR2 não suportam DDR3. Além disso, é importantíssimo o uso de pentes de mesma marca e frequência, caso contrário, a memória de um modo geral pode operar de maneira desregulada, sendo limitada pelo desempenho do pente inferior.

7. Disco rígidos e unidades óticas

Os Discos rígidos devem ser encaixados de maneira firme no gabinete, preferencialmente parafusados. O seu manuseio também deve ser efetuado com cuidado, visto que uma queda normalmente danifica-o por completo. Além disso, é necessário ter cuidado caso você for configurar os discos através dos Jumpers, pois pinos no lugar errado vão fazer com que eles não sejam reconhecidos corretamente. Os cabos de energia e  de transferência de dados devem estar organizados de forma a não se tornarem um emaranhado de fios.

Como NÃO conectar um HD

As demais mídias óticas também devem ser presas de forma eficiente, para evitar que os drives saiam da posição ao inserir ou retirar CDs/DVDs.

8. Conexão de cabos na Placa-Mãe

Atualmente, cada componente na placa-mãe possui conexões específicas, o que impede que cabos sejam conectados de maneira errônea. Portanto, se algum cabo precisa ser forçado para ser encaixado, provavelmente não é a sua entrada correspondente. A leitura do manual da placa mãe pode ser bem útil neste momento, pois esclarece as principais conexões existentes na máquina.

Exemplo de como NÃO conectar os cabos

Além do cuidado em saber quais as conexões correspondentes, é necessário também estar atento para que os cabos sejam conectados de forma organizada. É relativamente comum abrir computadores e encontrar um emaranhado de fios enrolados entre si. Isso demonstra uma falta de cuidado de parte de quem montou o PC, podendo causar problemas sérios de superaquecimento, e em alguns casos, curtos circuitos.

Conte-nos suas experiências!

Você já passou por alguma situação embaraçadora na montagem de um computador? Compartilhe conosco sua experiência, para que outras pessoas não atravessem a mesma situação.

2 Respostas to “Manutenção de PCs: Erros Típicos de Montagem”

  1. worldinternet2009 Says:

    ok Obrigado Henrique estamos trabalhando para, deixar o nosso blog sempre bonito e com um visual amigavél, dúvidas e suguestões , e só mandar !!!

  2. Parabens, ficou mais bonito esse layout novo…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: