Ligar o som no máximo estraga a caixa de som?

Todo mundo gosta de contar com um bom volume, mas ninguém quer ter o seu equipamento danificado, será mesmo verdade?

Todo mundo sabe que uma música se torna mais envolvente, o filme mais emocionante e os jogos mais divertidos quanto maior for o volume. Ouvir é um dos 5 sentidos humanos, e tudo que pode ser sentido se torna mais intenso de acordo com a força do sinal. Mas será que tanto volume saindo de suas caixas de som pode acabar comprometendo seus alto-falantes? O  nosso Blog  desvendou mais este mito para você.

Como Funcionam as Caixas?

Uma caixa de som converte sinais elétricos em frequências sonoras, ou seja, transforma o sinal de saída de um aparelho em sons. Os alto-falantes são compostos basicamente por um diafragma, seu corpo principal, e por um eletroímã que vibra de acordo com os impulsos elétricos recebidos. A intensidade máxima (volume) que um alto-falante é capaz de reproduzir é determinada pelas suas dimensões físicas e pela elasticidade do diafragma.

Estraga ou não estraga?

Aumentar demais o volume estraga SIM as caixas de som.

Logo…

Aplicar uma intensidade de sinal superior a que o alto-falante é capaz de reproduzir certamente poderá danificá-lo. O caso mais comum é a ruptura do material que constitui o diafragma, mas também pode acontecer dos componentes eletrônicos queimarem. Conclusão: é verdade que ligar o volume no máximo estraga as caixas de som, no entanto, é difícil determinar com precisão um volume seguro.

Dicas para o volume não acabar com o seu som!

Qualidade de potênciaCaixas potentes suportam volumes mais elevados.

Enquanto reproduzir sons graves é extremamente difícil para uma pequena caixa, um subwoofer de qualidade tira isto de letra. Caixas compostas por mais de um alto-falante são capazes de dedicar uma faixa diferente de frequências para cada um e garantir mais qualidade em seu som. Existem ainda aparelhos dotados de um controle de sinal, estes previnem automaticamente que a potência exceda o limite do aparelho.

Quando o assunto é impor limites a um reprodutor de som, cada aparelho exige um tratamento diferenciado. O usuário precisa levar em conta a qualidade das caixas de som de seu computador antes de aplicar fórmulas ou impor limites desnecessários.

Segure o Volume

Controle o volume do sistema também.Além de manter a integridade do seu aparelho, limitar a potência contribui para a qualidade do som. Cada amplificador sonoro possui uma faixa ideal de potência, entenda por amplificador tudo que possui uma tomada e um botão de volume, acima desta o sinal perde fidelidade. Geralmente este limite gira em torno de 2/3 do volume total, mas é claro que isto varia de acordo com o aparelho.

Não é difícil reconhecer que suas caixas de som possuem um amplificador interno, logo, procure utilizar no máximo 2/3 do seu volume total para não distorcer o som. O que muita gente se esquece é que sua placa de som e seu sistema operacional também atuam como um amplificador. Portanto, limitar o volume máximo do seu sistema operacional também previne a integridade das caixinhas de som. Lembre-se, não é preciso limitar o volume do seu reprodutor, apenas o volume geral do sistema e das caixas de som.

Equalização

O som é formado por ondas mecânicas provocadas pelo deslocamento do ar, e como baixas frequências exigem um deslocamento maior, reproduzir sons graves é muito mais trabalhoso do que sons agudos. Logo, dependendo da equalização que o usuário utiliza, suas caixas podem estar sendo comprometidas mesmo a volumes moderados.

Para aumentar o volume do som sem peso na consciência, o usuário precisa optar por uma equalização que não exija muito de suas caixas de som. Acesse as opções de equalização do seu player favorito e selecione uma equalização coerente ao volume do seu computador.

O exemplo acima valoriza as frequências médias, desta maneira a qualidade do som e o volume máximo estarão moderados.

Já neste caso as frequências baixas foram suprimidas e as altas receberam um incremento, embora a qualidade do som não seja grande, esta equalização permite ao usuário elevar bastante o som sem danificar suas caixas.Preste atenção nas suas caixas!

Afine seus ouvidos

Claro que todas as dicas acima são válidas, mas se tratam apenas de métodos de prevenção, o melhor que o usuário pode fazer é ouvir sempre com atenção. Perceba que a partir de um determinado volume, o som começa a perder nitidez e se distorce à medida que o sinal aumenta. A distorção é o primeiro sinal de que a caixa não está dando conta de reproduzir o sinal que recebe.

Na verdade não existe qualquer limite seguro ou fórmula mágica para suas caixas de som, cada música, filme ou game produz sons diferentes com tolerâncias únicas de volume. Reforce sua atenção ao que suas caixas estão reproduzindo e reduza o volume sempre que perceber a menor distorção do som. A intensidade pode ser menor, mas você ganha em qualidade e não precisa se preocupar em comprar novas caixas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: