De onde surgem os vírus que infectam nossos computadores? Como nos protegemos?

Saiba de onde podem vir os vírus que infectam os sistemas e prejudicam muitos usuários.

Cada dia mais e mais usuários são prejudicados pelas centenas de vírus que estão presentes na Internet. Por mais que você tenha os melhores programas de segurança instalados em sua máquina, se você não tomar alguns cuidados cedo ou tarde estará infectado por alguma praga solta pela rede.

Infelizmente existem muitas pessoas que gastam seu tempo livre pensando em como prejudicar os outros. Como a mente humana é muito fértil, surgem diversos vírus novos todos os dias. Claro que todos nós estamos sujeitos a uma dor de cabeça com algum vírus, eu mesma já sofri com vários, mas também não precisamos facilitar, não é?!

A melhor maneira de evitar essas pragas é cuidando com os sites que você acessa, emails que abre, etc. Os antivírus podem ajudar, mas não são infalíveis. Pensando nisso, o Baixaki foi pesquisar quais as maneiras mais comuns de se pegar vírus e como evitá-las. Vamos lá?!


É assim que você pega…

Cuidado ao baixar arquivos na InternetA maioria dos usuários pega um vírus a partir de um programa que foi baixado pela Internet. O meio de propagação preferido dos hackers e malfeitores são os aplicativos P2P, que “distribuem” arquivos e vírus para qualquer lugar do mundo.

Sites web também são um dos alvos principais, já que muita gente acessa páginas Cuidado com os anexos que recebersem a preocupação da proveniência e veracidade do conteúdo exibido. Você já deve ter recebido algum email com um arquivo executável anexado, provavelmente como se tivesse sido enviado por um amigo.

Este foi um dos meios mais eficazes encontrados para a propagação de pragas pela Internet, pois muitos confiam cegamente que o arquivo é seguro e o abrem.

Proteja-se!

A melhor forma de evitar incômodos com vírus e outros malwares é ficar atento. Alguns sites deixam bem evidentes que não são confiáveis, mas outros enganam direitinho, e é exatamente com esses que devemos ter cuidado.

Evite baixar arquivos a partir de um programa P2P. Procure sempre sites confiáveis para fazer o download de programas e, no caso de estar desconfiado quanto à integridade do arquivo baixado, o melhor a fazer é acessar a página do próprio fabricante. Antes de abrir um anexo de email, pergunte para o destinatário se foi ele realmente quem enviou.


A coisa mais irritante em um vírus é a capacidade que ele tem de se replicar, infectando vários outros documentos presentes em seu computador. Assim, mesmo que você consiga se livrar do arquivo original do vírus, basta executar qualquer outro documento que tenha sido infectado que a bagunça está feita.

É assim que você pega…

A infecção nesse caso acontece quando um arquivo que foi contaminado por um vírus é aberto. Outra maneira é, novamente, baixar e executar arquivos provenientes de sites mal-intencionados na Internet.

Proteja-se!

Para evitar que esse tipo de contaminação ocorra, o mais recomendado é que você varra com o antivírus todos os documentos e arquivos baixados, mesmo que seja um anexo que aquele seu melhor amigo enviou. Com essa capacidade de replicação dos vírus, às vezes as pessoas podem estar com o computador infectado sem saber.


O avanço da tecnologia permitiu a criação de dispositivos pequenos, mas extremamente poderosos quando o assunto é capacidade de armazenamento. Os famosos pendrives revolucionaram a portabilidade de arquivos e programas. Consequentemente viraram alvos de vírus.

É assim que você pega…

O grande problema da infecção de dispositivos móveis está justamente no fato de um único pendrive poder infectar vários computadores. Basta conectar nossos pequenos amigos à uma máquina que ela já pode estar infectada. A opção de execução automática também é um grande problema, pois é a partir dela que o vírus se propagar.

Cuidado com os pendrives

Proteja-se!

Uma das maneiras mais simples de evitar problemas com vírus em pendrives é desabilitando a execução automática do dispositivo. Se você costuma usar seu pendrive em lan houses ou mesmo na faculdade, tome muito cuidado ao abrir em seu computador qualquer arquivo que esteja armazenado no dispositivo.

Existem também programa antivírus desenvolvidos especialmente para pendrives. O ClamWin Portable é uma ótima opção de aplicativo para você ter em seu dispositivo móvel. O AVZ Antiviral Toolkit também pode ser uma boa escolha para ferramentas de segurança.


É assim que você pega…

Vírus de terceirosSe apenas você utiliza o computador e é cuidadoso, tudo bem. O grande problema está em casos que uma mesma máquina é utilizada por mais de uma pessoa. Nesses casos, basta que um dos usuários não seja cuidadoso para que os vírus tomem conta do computador.

Proteja-se!

Se você está em uma situação assim, o melhor a fazer é limitar os privilégios do usuário que não tem o cuidado de manter o computador seguro. Outra alternativa é o uso de aplicativos como Deep Freeze Standard, que “zera” as configurações feitas toda vez que o computador é reiniciado.

Há ainda o Sandboxie, que cria um ambiente virtual para a execução de qualquer programa, inclusive o navegador. Assim os vírus não conseguem passar para a máquina real e são deletados quando o Sandboxie é encerrado.


Uma rede pode ser a melhor solução para ligar diversos computadores com a Internet, ou mesmo para trocar arquivos entre dois computadores que estejam fisicamente próximos.

É assim que você pega…

É claro que os vírus adoram uma rede local, afinal, basta um computador estar infectado que a probabilidade dos outros também serem prejudicados é bem grande. Há casos de empresas grandes pararem de funcionar pro problema de vírus.

Proteja-se!

Infelizmente, não há nada de revolucionário para casos assim. Ser cuidadoso no uso de qualquer uma das máquinas da rede e limitar os privilégios dos usuários são maneiras de evitar a desagradável surpresa de descobrir que seu computador pegou um vírus por descuido dos outros.


Alguns programas antivírusPor mais que os antivírus não sejam a solução definitiva para os problemas citados acima, e muitos outros, eles ajudam muito no combate aos vírus. Por isso, sempre mantenha um programa de proteção contra vírus ativo em seu computador e, o mais importante, sempre como banco de dados atualizado.

Não deixe de conferir “A Briga dos antivírus, uma comparação entre os programas que o Baixaki fez para ajudar você a escolher o antivírus que melhor se encaixa às suas necessidades. Acessando a seção de segurança do site você encontra tudo o que precisa para manter-se seguro. Não corra riscos à toa!


Fiquei de olhos bem abertos!Com a evolução da tecnologia os vírus de computador também sofreram uma “atualização” e seus desenvolvedores estão usando os meios mais “criativos” para infectar o maior número de computadores possível. Infelizmente precisamos estar sempre atentos quando acessamos um site, utilizamos pendrives em computadores de estranhos, e mesmo de amigos, etc.

Não deixe que uma praga estrague sua diversão, mantenha-se cauteloso quando for usar o computador.

Bom pessoal, as dicas vão ficando por aqui. Espero que vocês tenham gostado do artigo! Um abraço e até a próxima!

Uma resposta to “De onde surgem os vírus que infectam nossos computadores? Como nos protegemos?”

  1. cara v a dica atee.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: