Conheça todos os chipsets das placas de vídeo da NVIDIA

Conheça as placas, as tecnologias, o futuro e quase tudo sobre a maior fabricante de placas de vídeo do mundo.

Algumas pessoas já devem ter notado que nosso site vem abordando diversos assuntos sobre hardware. Conforme vocês têm mostrado interesse, procuramos investir cada vez mais em artigos. O artigo de hoje irá abordar detalhadamente as placas de vídeo da maior fabricante de chips gráficos do mundo: a NVIDIA. A história da NVIDIA no ramo das placas de vídeo é muito longa, sendo que ela foi uma das pioneiras no processamento de gráficos tridimensionais.

A NVIDIA investiu por muitos anos em tecnologia avançada para sempre estar à frente de suas principais concorrentes. Após muitos anos, pode-se destacar basicamente a NVIDIA e a AMD ATI no ramo das placas gráficas. Ambas lutam no segmento de placas de última geração, sendo que nenhuma fica atrás da outra por muito tempo. Hoje iremos detalhar profundamente as gerações mais famosas de placas da NVIDIA e claro, as tecnologias exclusivas da empresa.

Antes de começar a falar sobre cada série das GeForce, iremos mostrar uma tabela completa que elaboramos especialmente para vocês. A tabela contém detalhes sobre as séries: GeForce 4, GeForce FX 5, GeForce 6, GeForce 7, GeForce 8, GeForce 9 e GeForce GTX 200. Clique na imagem para ampliar.

Clique aqui para ampliar

Legenda

BUS da memória – Quantidade de bits que trafegam entre a memória e outros componentes internos da placa de vídeo. Sendo assim, quanto maior o número de bits, mais informação é passada de um local a outro.

Taxa de Transferência – Quantidade especificada em GB/s. Este valor faz referência a quantidade de dados que a memória consegue trabalhar. Quanto maior este valor, melhor a placa deve ser.

Pixels por clock – Quantidade de pixels processada pela GPU. Quanto maior este número, melhor é a placa.

Atenção

Queremos salientar que nossa tabela teve dados coletados a partir das informações disponibilizadas no site da NVIDIA. Para quem quiser conferir os dados, no fim do artigo disponibilizamos vários links utilizados e como encontrá-los na página da NVIDIA. Fizemos isso, pois algumas placas vendidas por empresas montadoras podem conter valores diferentes, incluindo: velocidade do processador (pode ser maior ou menor do que o da tabela), quantidade de memória e velocidade da memória (pode ser mais rápida ou mais lenta do que o informado na tabela).

Preferimos nos ater aos valores indicados no site da NVIDIA, porque é a fonte mais confiável para construção de uma tabela. Quem deseja saber valores específicos de determinadas placas de montadoras, há também links no fim da página que podem servir para alguns usuários que desejem visualizar outras informações.

Placas NVIDIA GeForce 4

Bons tempos em que as GeForce 4 eram o que havia de melhor para rodar os games. Estas placas foram um grande marco na história da NVIDIA e para alguns usuários ainda são ótimas. Evidentemente, estas placas já estão desatualizadas, mas foram ótimas opções para diversão em games que exigiam DirectX 7 e 8.1. Abaixo você confere uma tabela com as configurações das principais placas da série GeForce 4.

Clique aqui para ampliar

Como é possível visualizar na tabela, as placas GeForce 4 apresentavam ótimas configurações. Quase todas elas tinham o BUS da memória em 128 bits, sendo que apenas a GeForce 4 MX 420 e a GeForce 4 MX 440 SE apresentavam resultados não tão satisfatórios. Atualmente, estas placas não são mais vendidas, mas ainda são encontradas em alguns computadores. Infelizmente, elas não suportam muitos aplicativos novos, porém ainda conseguem executar alguns games que não exijam nova versão do DirectX.

Placas NVIDIA GeForce FX 5

Quem possuiu uma placa da série GeForce FX ainda deve lembrar de como era difícil executar jogos como Far Cry na resolução mínima. As placas gráficas de baixo custo, como a GeForce FX5200 e a GeForce FX5500 não conseguiam trabalhar com resoluções muito altas em games muito pesados. Além disso, estas placas não eram compatíveis com o DirectX 9.0c, o que gerou certos problemas para muitos gamers.

As placas GeForce FX fizeram uma verdadeira revolução, já que eram compatíveis com o novíssimo Directx 9. Se comparadas às placas da série 4, estas novas placas faziam verdadeiros milagres. As placas da série 4 MX nem se comparavam às novas FX, pois só de pensar que as GeForce 4 MX não tinham nem suporte ao DirectX 8, os jogadores não pensavam duas vezes em apostar numa GeForce FX. Veja nossa tabela abaixo para saber mais detalhes.

Clique aqui para ampliar

Em nossa tabela fica bem claro, porque as placas mais fracas, como a FX 5200 e a FX 5500, não conseguiam apresentar boa qualidade na hora de reproduzir jogos como Far Cry. A taxa de transferências das duas era muito baixa, além do BUS da memória ser mais baixo em algumas delas. Já as placas mais robustas da linha FX surpreendiam muito, pois conseguiam boa qualidade em qualquer game. Atualmente, a série GeForce FX não é mais vendida, contudo ela foi um grande marco para os jogadores da época.

Placas NVIDIA GeForce 6

Quando as placas GeForce 6 chegaram ao mercado, os jogadores ficaram babando na incrível capacidade destas maravilhas tecnológicas. Estas placas eram perfeitas na época de seu lançamento e esbanjavam desempenho para jogos mais antigos. Nos games mais modernos, elas mostravam robustez e alta capacidade para trabalhar com o DirectX 9.0c — fato satisfatório para a maioria dos consumidores que investiu uma boa grana nessas placas.

Além da atualização do DirectX, a série GeForce 6 trouxe a implementação do OpenGL 2.0. Outra grande inovação, foi o modelo do Shader que foi atualizado para a versão 3. Veja abaixo a lista de placas da série GeForce 6.

Clique aqui para ampliar

Detalhes da tabela

1) TC é a abreviatura de TurboCache, um recurso que as placas NVIDIA utilizavam para aumentar a quantidade de memória. Esta tecnologia permitia que a placa de vídeo usasse parte da memória RAM como memória de vídeo.

Placas NVIDIA GeForce 7

As placas GeForce 7 não trouxeram muita inovação, tanto que as tecnologias que essas placas possuem são quase idênticas as da série 6. Claro que, o desempenho aumentou significativamente, o que é notável através da nossa tabela. Essas placas têm uma taxa de transferência superior aos modelos da série 6, sendo que possuem maior quantidade de memória. O tanto de modelos da série GeForce 7 é surpreendente, mas o principal motivo de tantos modelos se deve, principalmente, a guerra constante entre NVIDIA e ATI. Confira abaixo a enormidade de placas desta série.

Clique aqui para ampliar

Detalhes da tabela

1) TC é a abreviatura de TurboCache, um recurso que as placas NVIDIA utilizavam para aumentar a quantidade de memória. Esta tecnologia permitia que a placa de vídeo usasse parte da memória RAM como memória de vídeo.

Placas NVIDIA GeForce 8

A série GeForce 8 foi e, provavelmente, ainda é a série mais revolucionária no mercado de placas gráficas. Quando a NVIDIA anunciou o lançamento da série 8 e prometeu compatibilidade total com o DirectX 10, todos os consumidores interessados no mercado de games ficaram ansiosos para experimentar esta nova experiência.

Outra tecnologia estreante em algumas placas da série GeForce 8 foi a tecnologia PhysX. A princípio, esta tecnologia não servia para muita coisa, pois ela era muito recente e poucos games a utilizavam. Atualmente, existem mais jogos que utilizam o recurso, contudo as placas da série 8 não apresentam os melhores resultados para trabalhar com este tipo de tecnologia. Confira nossa tabela abaixo, com os modelos vendidos originalmente pela NVIDIA.

Clique aqui para ampliar

Detalhes sobre a tabela

1) As placas da série GeForce 8 possuem duas velocidades de processamento. Isso se deve ao fato destas placas utilizarem o clock (frequência) mais baixo para processar gráficos e o clock mais alto para trabalhar com sombras (shaders).

2) As seguintes placas são compatíveis com o PCI Express 2.0: GeForce 8800 GS, GeForce 8800 GT e GeForce 8800 GTS 512.

Placas NVIDIA GeForce 9

As placas da série 9 não trouxeram muita inovação, contudo esta série trouxe alguns modelos mais compensadores em alguns sentidos. Algumas placas GeForce 9 ganham destaque especial quanto ao suporte da tecnologia PhysX, pois apresentam melhores resultados do que as antigas GeForce 8. Além da tecnologia melhor implementada, as placas GeForce 9 apresentaram uma melhor relação custo-benefício. Veja a tabela abaixo.

Clique aqui para ampliar

Detalhes sobre a tabela

1) As placas da série GeForce 9 possuem duas velocidades de processamento. Isso se deve ao fato destas placas utilizarem o clock (frequência) mais baixo para processar gráficos e o clock mais alto para trabalhar com sombras (shaders).

2) A GeForce 9800 GX2 possui dois GPUs, portanto sua capacidade (a quantidade de memória é o que está demonstrado na tabela) total é o dobro do demonstrado na tabela.

3) Todas as placas da série GeForce 9 podem trabalhar com o barramento PCI Express 2.0.

Para quem procura por placas de alto desempenho e não quer pagar muito, provavelmente a série GeForce 9 é a mais indicada. Evidentemente, cada placa é voltada a um tipo de usuário, mas no geral, até mesmo as placas mais básicas da série 9 apresentam resultados excelentes em jogos e reprodução de vídeos de alta definição.

Placas NVIDIA GeForce GTX 200

As mais recentes placas da NVIDIA são as da série GeForce GTX 200. Voltadas aos jogadores que procuram por alto desempenho e aos consumidores que possuem muito dinheiro, estas placas possuem a mais alta tecnologia da NVIDIA. Para quem quer esbanjar em FPS (quadros por segundo) e quer utilizar resoluções incrivelmente grandes, pode ter certeza que a aquisição de qualquer placa da série GTX 200 ou de uma GTS 250 não será um desperdício. Confira a tabela.

Clique aqui para ampliar

Detalhes sobre a tabela

1) As placas da série GeForce 200 possuem duas velocidades de processamento. Isso se deve ao fato delas utilizarem o clock (frequência) mais baixo para processar gráficos e o clock mais alto para trabalhar com sombras (shaders).

2) A GeForce GTX 295 possui dois GPUs, portanto sua capacidade (a quantidade de memória é o que está demonstrado na tabela) total é o dobro do demonstrado na tabela. Sendo assim, ela é mais forte do que a GeForce GTX 285.

3) Todas as placas da série GeForce GTX 200 podem trabalhar com o barramento PCI Express 2.0.

4) Incluímos a placa GeForce GTS 250 nesta tabela, porque ela possui ótimas configurações e quase se iguala as placas GeForce GTX 200.

Ainda que estas placas tenham configurações impressionantes, elas não chegam a ser tão interessantes para jogadores comuns. O esbanjo de desempenho é tanto, que em monitores menores que 22 “ (polegadas), o resultado deve sempre ser o mesmo. Na realidade, essa é tendência do mundo dos jogos, as placas de vídeo sempre estão à frente dos gráficos que os jogos trazem.

Tecnologias

Evidentemente, não poderíamos fazer um especial da NVIDIA sem falar sobre as tecnologias exclusivas da empresa. A NVIDIA possui várias tecnologias que fazem da marca um diferencial, mas resolvemos falar apenas sobre as mais importantes, que realmente fazem diferença no seu dia-a-dia.

PhysX

Já falamos um pouco sobre esta tecnologia, mas ainda não detalhamos com precisão sua verdadeira aplicação e função. A tecnologia PhysX foi criada originalmente pela Ageia — uma empresa desenvolvedora de semicondutores — mas foi aprimorada e melhor desenvolvida pela NVIDIA (que adquiriu a Ageia e todos os direitos sobre a tecnologia PhysX).

PhysX traz mais realidade aos games

Quem ainda não conhece a tecnologia PhysX, talvez esteja curioso para saber sua aplicação. Pois bem, os jogos atuais possuem muitos detalhes, mas nem tudo é sempre bem desenvolvido, por falta de processamento das placas. Um dos principais detalhes deixado de lado era a física dos personagens e dos elementos presentes em um jogo.

Pensando nisso, a Ageia criou um processador capaz de calcular e processar movimentos e partículas da física dos personagens e cenários dos games. Este processador seria responsável por cuidar de elementos básicos, como movimentos mais realísticos, o vento e a reação de certos objetos quando determinadas ações são realizadas. A NVIDIA inseriu a tecnologia PhysX na série GeForce 8 e manteve-a nas séries 9 e GTX 200, e claro, a empresa irá manter esta tecnologia nas séries futuras. Abaixo há um vídeo que mostra a diferença entre em Batman: Arkham Asylum com a tecnologia PhysX ativada e como ele fica sem a utilização do PhysX.
O PhysX ficou muito importante nos games atuais, sendo que a NVIDIA firmou contrato com os principais consoles de jogos. O primeiro videogame que negociou esta tecnologia com a empresa foi o PlayStation 3, sendo que atualmente alguns games para o console já são desenvolvidos com o PhysX. Segundo o site oficial da NVIDIA, outros videogames, como o Wii, o Xbox 360 e até mesmo o iPhone, devem receber a tecnologia — vantagem para nós, jogadores, que iremos ter jogos com um nível de realismo ainda maior.

A tecnologia PhysX está disponível nos seguintes modelos de placa de vídeo: GeForce 8600 GT, GeForce 8600 GTS, GeForce 8800 GS, GeForce 8800 GT, GeForce 8800 GTS, GeForce 8800 GTS 512, GeForce 8800 GTX, GeForce 8800 Ultra, GeForce 9500 GT, GeForce 9600 GSO, GeForce 9600 GSO 512, GeForce 9600 GT, GeForce 9800 GT, GeForce 9800 GTX, GeForce 9800 GTX+, GeForce 9800 GX2, GeForce GTS 250, GeForce GTX 260, GeForce GTX 275, GeForce GTX 280, GeForce GTX 285 e GeForce GTX 295.

CUDA

A tecnologia CUDA permite que o desempenho geral do computador seja melhorado. Através desta tecnologia, placas da série GeForce 8, 9 e GTX 200 podem auxiliar o processador do computador a realizar tarefas comuns. Ao invés de o processador ficar perdendo tempo com tarefas mais básicas, ele pode se dedicar às tarefas mais pesadas, porque com a tecnologia CUDA, as GPUs NVIDIA ajudam o processador a trabalhar mais rápido.

Tecnologia de ponta NVIDIA

Atualmente, há centenas de softwares que conseguem utilizar a tecnologia para beneficiar o desempenho geral do computador. Você pode conferir todos os programas compatíveis através deste link (na página da NVIDIA é informado o quanto a tecnologia acelera cada aplicação). A lista de placas compatíveis pode ser acessada através deste link.

PureVideo HDPureVideo HD

Os fissurados por vídeos de alta definição, como os vídeos presentes em discos Blu-ray, agora podem desfrutar de uma qualidade superior em imagem. A tecnologia PureVideo HD é útil para melhorar a qualidade de imagem e de reprodução dos filmes. Utilizando recursos especiais das placas NVIDIA, o usuário pode visualizar filmes com cores mais vibrantes, nitidez insuperável e com um brilho único.

A tecnologia PureVideo HD é ideal para quem possui uma televisão com entrada HDMI e quer desfrutar de toda a qualidade e resolução que a tela dispõe. Esta tecnologia está disponível nas placas da série GeForce 7 em diante. Caso você possua uma placa dessas, você pode comprar o aplicativo PureVideo no site da NVIDIA.

Hybrid SLI

Esta tecnologia está disponível somente para usuários que possuem placas mãe com chipset NVIDIA. Além disso, nem todas as placas mãe são compatíveis com a tecnologia, pois tudo depende do modelo da placa de vídeo integrada. As placas mãe dotadas de placas NVIDIA integradas com suporte ao Hybrid SLI podem usufruir da utilização conjunta entre uma placa offboard e uma placa onboard. Desse modo, os jogos rodam a uma velocidade maior e o jogador consegue gráficos melhores sem adquirir uma placa offboard de altíssimo desempenho.

Soma de desempenhos entre placas NVIDIA

Futuro das placas NVIDIA

Claro que, não poderíamos fazer um especial sobre a NVIDIA sem falar sobre as novas placas que a NVIDIA está produzindo. A nova série de placas será a GTX 300, que devem ficar prontas ainda este ano. Alguns sites já especulam a data de 15 de Outubro, pois informações vazaram durante uma entrevista com a NVIDIA.

Não há confirmações oficiais, mas ao que tudo indica, as GeForce GTX 300 trarão suporte ao DirectX 11, a nova versão do OpenGL e ao OpenCL. O site alemão Hardware-Infos (clique aqui para conferir a notícia) liberou algumas informações sobre as possíveis configurações da GTX 380. Segundo informações, a nova placa terá seu processador rodando a 700 MHz e o clock do Shader irá operar a 1, 6 GHz.

Nova série de placas pode chegar em Outubro

Essa placa terá modelos com 1 GB e 2 GB de memória RAM, sendo que a memória será, provavelmente, GDDR5. A velocidade da memória será de 1, 6 GHz, o que resultará na incrível taxa de transferência de 281, 6 GB/s. Segundo o site alemão, estes dados são reais, mas não temos como ter certeza sem a devida confirmação por parte da NVIDIA. Evidentemente, esta nova placa será ainda mais cara do que a atual linha GTX 200, mas também trará uma robustez incomparável, fator que deve interessar os entusiastas e gamers que gostem de gráficos “Ultra High”.

Faltou falar…

Decidimos não abordar todos os produtos da NVIDIA, porque há muitos que não são criados para o mercado doméstico. Muita gente já deve ter visto a placa NVIDIA Quadro e a série de equipamentos NVIDIA Tesla. Esses produtos são muito mais caros e apresentam um desempenho absurdo, mas como não se encaixam na série de placas GeForce, foram excluídos de nosso artigo. O site da NVIDIA possui vários detalhes sobre estes produtos, portanto se você estiver curioso, clique nos links abaixo para maiores informações sobre a Quadro e a Tesla.

Saiba maisSaiba mais

Links de referência

Como citamos a cima, optamos por compartilhar nossos links de referência, para que os usuários que estejam com dúvidas possam conferir no site oficial as informações. Evidentemente, não podemos listar todos os links, porque são muitas páginas, mas inserimos os principais links das últimas placas NVIDIA.

* Site Oficial NVIDIA
* Página com links das placas GeForce 8, 9 e GTX
* Página com links das placas GeForce 4, FX 5, 6 e 7
* Site de placas GeForce montadas pela ASUS
* Site de placas GeForce montadas pela EVGA
* Site de placas GeForce montadas pela MSI
* Site de placas GeForce montadas pela XFX
* Site de placas GeForce montadas pela ZOGIS

Downloads de aplicativos NVIDIA

Não poderíamos finalizar o artigo sem indicar os principais downloads para placas NVIDIA. Abaixo do texto estão os principais programas disponíveis em nosso site, para que você configure sua placa da melhor maneira. Além disso, estão disponíveis alguns games para você testar todo o poder da sua placa NVIDIA. Para quem possui placas da série 8, 9 ou GTX 200, recomendamos o GeForce Power Pack.

Por fim, queremos dizer que este artigo ainda será modificado. Iremos elaborar uma tabela com informações sobre as placas da NVIDIA para notebook, por isso fique ligado neste artigo para mais atualizações.

E você? Possui uma NVIDIA? Qual seria a placa mais interessante para você? O que você pensa sobre a nova placa que a NVIDIA irá lançar? Participe do nosso site, afinal, você é fundamental em nosso portal.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: