Windows 8

O fim dos vírus que infectam via navegador está próximo?

Microsoft pretende utilizar filtro de segurança do Internet Explorer para aumentar a defesa geral do seu sistema operacional. Estariam os antivírus com seus dias contados?

A internet tem um potencial inimaginável. Além de ser uma valiosa fonte de informações e uma eficiente ferramenta de entretenimento, ela se tornou uma plataforma de negócios extremamente lucrativa. Por outro lado, com sua popularização, a web passou a ser um ambiente hostil.

Ao perceber que a cada dia mais pessoas utilizavam a internet para se comunicar, trabalhar, estudar ou se divertir, os cibercriminosos começaram a criar softwares maliciosos e técnicas para ludibriar os internautas e se beneficiar de maneira ilícita. Com isso, inevitavelmente, estamos suscetíveis a ataques virtuais sempre que estivermos conectados com o mundo virtual.

As grandes empresas de tecnologia permanecem em constante atualização para combater as ameaças e proporcionar maior segurança a seus clientes. Uma das organizações que está trabalhando em melhorias para seus dispositivos de proteção é a Microsoft. Segundo estudo publicado pela NSS Labs, o Internet Explorer 9 seria o navegador mais seguro contra malwares do mercado.

De acordo com outra publicação, a empresa estaria empregando mais um mecanismo de segurança na última versão do seu sistema operacional, o Windows 8. Mas até que ponto esse SO seria capaz de combater as pragas digitais? Quais são os recursos que poderiam eliminar as ameaças dos malwares? Com isso, estariam os antivírus fadados ao fracasso?
A arma de defesa do Internet Explorer 9

Pelo menos para a NSS Labs, empresa especializada em segurança, o Internet Explorer 9 é o navegador mais eficiente no combate aos malwares. De acordo com a pesquisa realizada por esse laboratório, referente ao segundo trimestre de 2011 e que teve a Europa como público avaliado, o browser foi capaz de bloquear 92% das ameaças disseminadas por URLs e atingiu a expressiva marca de 100% dos ataques baseados em aplicativos.

(Fonte da imagem: NSS Labs)

Segundo o relatório publicado, o qual você pode baixar clicando aqui, o grande responsável pela excelência alcançada é o SmartScreen Filter, recurso de proteção oferecido pelo IE a partir da sua oitava versão. Alguns entusiastas têm suspeitas quanto à imparcialidade dos relatórios da NSS Labs. Contudo, em nota no estudo publicado, a empresa explicitou:

“Este relatório foi produzido como parte dos serviços de informação independentes da NSS Labs. Os principais fornecedores foram convidados a participar plenamente do estudo sem nenhum custo, e a NSS Labs não recebeu financiamentos para produzir este relatório”.
O filtro inteligente

O SmartScreen Filter usado no Internet Explorer 9 possui três ferramentas para o bloqueio de possíveis ameaças à integridade do computador e, consequentemente, das informações do usuário. A primeira delas é o “Anti-phishing Protection”, que é capaz de identificar sites impostores desenvolvidos para roubar dados pessoais – como login e senha de internet bankings.

Por sua vez, o “Anti-malware Protection” serve para prevenir que possíveis softwares prejudiciais se infiltrem no PC. O terceiro recurso de segurança é o “Application Reputation”, o qual tem o objetivo de alertar o internauta sobre downloads suspeitos e aplicativos maliciosos.

(Fonte da imagem: NSS Labs)

Nos dois primeiros mecanismos, o filtro utiliza um método que avalia a reputação da URL acessada. O recurso de segurança compara o endereço da página visitada com bancos de dados, mantidos nos servidores da empresa, que contêm uma lista de sites maliciosos – conceito similar ao Google Safe Browsing API usado pelo Chrome, Mozilla Firefox e Safari.

Ao realizar um download, o SmartScreen Filter também utiliza a reputação do nome dos arquivos para bloqueá-los ou liberá-lo. Caso o aplicativo seja conhecido como confiável, o download será realizado. Se ele tiver indícios de atuação maliciosa, será vetada a transferência. Na hipótese de o programa não ser reconhecido, é apresentada uma mensagem de alerta.
Do IE9 para o Windows

Provavelmente, devido ao ótimo desempenho apresentado pelo SmartScreen Filter no IE9, e segundo matéria do site I Started Something, a Microsoft está implementando esse filtro no seu sistema operacional. Conforme informado na publicação, o Windows 8 – que deve ser lançado em 2012 – já contará com esse recurso de segurança.

Como é possível perceber na imagem divulgada (vide abaixo), em sua versão para o SO, o recurso de checagem de arquivos pode ser ativado ou desativado pela seção “Opções de Pasta”, mais especificamente na aba “Modo de Exibição”.

(Fonte da imagem: I Started Something)

Outra funcionalidade que fica a critério do usuário é o bloqueio de execução de qualquer aplicativo baixado que não seja reconhecido pelo SmartScreen Filter. Deve-se ressaltar que, a princípio, ele não interfere em softwares adquiridos por outros caminhos, como pendrives ou navegadores concorrentes.

Como a ferramenta ainda não foi oficialmente apresentada, e a Microsoft não se pronunciou sobre o assunto, o autor da publicação não soube informar qual é a exata resposta do filtro ao se deparar com um programa prejudicial na máquina.

A única certeza é que esse mecanismo é mais uma arma do Windows para enfrentar os ataques constantes de malwares e pessoas mal-intencionadas. Assim, a ferramenta de proteção da empresa amplia sua atuação apenas da web para o disco de armazenamento.
É o fim dos antivírus?

Com a atuação do SmartScreen Filter diretamente no Windows, podendo bloquear arquivos baixados não reconhecidos, é inevitável a suposição de que os antivírus poderiam perder espaço no mercado. Contudo, esses clássicos aplicativos de proteção estariam realmente fadados ao fracasso?

Para Larry Seltzer, redator do site Betanews, ainda é muito cedo para afirmar tal conclusão. Segundo o escritor e consultor, esse recurso tem o real potencial de, futuramente, se suas aplicações forem desenvolvidas, servir como um sistema de segurança para o SO sem a presença de um antivírus.

Todavia, com as funções que foram divulgadas até o presente momento, o filtro ainda não consegue resolver vulnerabilidades de outros programas além do Internet Explorer. Portanto, por enquanto, mesmo com o lançamento do Windows 8, é aconselhável manter o seu antivírus ativado e atualizado.

Obviamente, até o lançamento da última versão do Windows muita coisa pode mudar. O que nos resta é aguardar por mais novidades e esperar que a Microsoft divulgue mais informações sobre o SmartScreen Filter e sua relação com o sistema operacional.

…..

Quais são suas expectativas sobre o Windows 8? Você acha que a nova versão do sistema operacional da Microsoft será mais segura? Será que com a ampliação de atuação do SmartScreen Filter estaremos longe da ameaça dos malwares?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: